LOGOCEREST

slogan
ArtigosCompartilhe:
Matéria publicada em 18/03/2014.

CEREST Missões/Ijui - 10 anos de atuação na macrorregião missioneira

 

            Os CERESTs são Centros de Referências Especializados em Saúde do Trabalhador cuja finalidade é a de ampliar a Rede Nacional de Atenção à Saúde dos Trabalhadores (RENAST), integrando os serviços do Sistema Único de Saúde - SUS, voltados à Assistência e a Vigilância, de forma a congregar/unificar os esforços dos principais executores com interface na Saúde do Trabalhador, tendo como objetivo atuar, prevenindo, controlando e enfrentando, de forma estratégica, integrada e eficiente, os problemas de saúde coletiva como as mortes, acidentes e doenças relacionados com o trabalho. Os CERESTs são serviços de Média-Alta Complexidade da Rede do SUS tendo por objetivo a prevenção de agravos relacionados ao trabalho

            O Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador da macrorregião missioneira, com sede em Ijuí, foi o primeiro CEREST do Estado do RS a ser inaugurado, no dia 19 de dezembro de 2003. A solenidade de inauguração contou com a presença do Secretário Estadual de Saúde, Dr. Osmar Terra e do diretor do Centro de Vigilância em Saúde do Trabalhador, Dr. Francisco Paz, além de autoridades locais e estaduais.

            As atividades tiveram início em dezembro de 2002, através da composição do Conselho Gestor, composto por 18 membros efetivos e 18 suplentes (01 gestor estadual, 01 gestor municipal, 02 usuários (de cada uma das 4 CRS), 01 profissional do Cerest e 01 usuário do município sede do Cerest (Ijuí)

            Quanto ao recurso humano é importante ressaltar que uma equipe qualificada permite o desenvolvimento a contento das atividades do CEREST, portanto, é um pré requisito da RENAST que os profissionais tenham experiência comprovada em serviços de Saúde do Trabalhador ou especialização em Saúde Pública ou especialização em Saúde do Trabalhador. A equipe que iniciou as atividades foi contratada a partir de seleção pública sendo composta por Assessor Administrativo(2), Assessor Jurídico, Enfermeira do Trabalho, Fonoaudióloga, Fisioterapeuta, Técnica de Segurança do Trabalho, Técnica de Enfermagem, Higienizadora e Motorista. Posteriormente foi realizado concurso público para contratação e efetivação da equipe. Atualmente a equipe e composta por Assessor administrativo, Assessor jurídico, Assistente social, Enfermeira do Trabalho, Eng. Segurança do Trabalho, Fisioterapeuta especialista em Saúde do Trabalhador, Fonoaudióloga especialista em Saúde do Trabalhador, Higienizadora, Médicos do Trabalho (2), Motorista (2), Psicóloga, Recepcionista, Téc. Enfermagem do Trabalho e Téc. Segurança do Trabalho. Ainda, integra a equipe um Coordenador(a), indicado pela Administração Pública Municipal de Ijui. Neste período passaram pelo CEREST, quatro coordenações.

            A implementação do CEREST contou com recursos dos governos federais e estaduais, para custeio da obra, compra de veículos, mobiliário e pagamento de pessoal, o que se mantém até hoje, e a administração fica a cargo do município sede do CEREST, neste caso, a administração pública municipal de Ijui. Na ocasião, o CEREST Missões, contava com uma área de abrangência de 77 municípios e uma população de 829 mil habitantes. Tendo sido assinado com estes municípios o Termo de Cooperação Técnica, o que possibilita o CEREST Missões de atuar de forma regional. Posteriormente passou a atuar em 80 municípios da macrorregião missioneira, assim distribuídos:

  • 9ª Coordenadoria Regional de Saúde, com sede em Cruz Alta: 13 municípios;
  • 12ª Coordenadoria Regional de Saúde, com sede em Santo Ângelo: 25 municípios;
  • 14ª Coordenadoria Regional de Saúde, com sede em Santa Rosa: 22 municípios, 
  • 17ª Coordenadoria Regional de Saúde, com sede em Ijui, 20 municípios.

 

            A partir de 2014 o CEREST Missões terá em sua área de abrangência reduzida para 57 municípios: 9ª CRS (13 municípios), 12ª CRS (24 municípios) e 17ª CRS (20 municípios). A redução ocorreu devido a implantação do CEREST Fronteira Noroeste, com sede em Santa Rosa, que abrangerá os municípios da 14ª CRS e a redução da área de abrangência da 12ªCRS.

            Depois de implantado o Cerest, este passou a desenvolver ações voltadas a:

  • Organizar e Capacitar a Atenção Básica para a inclusão das ações de Saúde do Trabalhador;
  • Organizar o Sistema de Notificação de Agravos - SINAN, e Sistema de Informação em Saúde do Trabalhador do RS – SIST/RS, a fim de elaborar um diagnóstico para subsidiar e orientar as ações em saúde do trabalhador;
  • Desenvolver estudos e pesquisas definidos através de critérios e prioridades locais;
  • Desenvolver ações que contemplem trabalhadores e empregadores em  busca de ambientes de trabalho saudáveis.

ORGANIZAÇÃO DO CEREST

            Os atendimentos e ações são realizados pela equipe multidisciplinar organizada através de NÚCLEOS para a otimização dos processos internos e externos.

  • NUVAPT – Núcleo de Vigilância nos Ambientes e Processos de Trabalho.
  • NUVEP – Núcleo de Vigilância Epidemiológica.
  • NAST – Núcleo de Atenção a Saúde do Trabalhador.
  • NEST – Núcleo de Educação em Saúde do Trabalhador
  • NINT – Núcleo de Ações Interinstitucionais.

AÇÕES DO CEREST

  • Vigilância em Saúde (Epidemiológica e nos Ambientes de Trabalho e Investigação e notificação de acidentes de trabalho graves e fatiais);
  • Assistência e Reabilitação;
  • Interinstitucionalidade (articulação de ações com setores com interface com a ST, como MTE, MPAS, MPT, Meio Ambiente, Emater, Sindicatos, Universidades,...);
  • Educação Continuada (da equipe do CEREST e das equipes de saúde dos municípios da área de abrangência);
  • Jornadas em Saúde do Trabalhador;
  • Seminários para Empregadores;
  • Ações públicas referente ao Dia 28 de fevereiro – Dia de combate as LER/DORTs,  Dia 28 de Abril: Dia Internacional em Memória as Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho, 12 de junho - Dia de Erradicação do Trabalho Infantil;
  • Curso de Vigilância nos Ambientes de Trabalho para os Responsáveis pela Saúde dos Trabalhadores e Fiscais Sanitários dos municípios da área de abrangência.
  • Capacitações da rede básica dos municípios da área de abrangência.
  • Projeto Cuidando do Cuidador: voltado ao cuidado dos profissionais da saúde do SUS da macrorregião missioneira.
  • Projeto Capacitação em Saúde do Trabalhador para Agentes Comunitários de Saúde.
  • Projeto: I Curso Introdutório em Saúde do Trabalhador para Dirigentes Sindicais.

COMO OS TRABALHADORES TERÃO ACESSO AO CEREST?

            Os municípios deverão organizar a rede para realizar os primeiros atendimentos;

  • O atendimento no CEREST deve acontecer quando a rede básica de saúde municipal estiver esgotada nas suas possibilidades de atenção ao trabalhador;
  • O trabalhador deve vir ao CEREST portando:
  • Boletim de Referência
    •  Cópia do RINA
    •  Número do Cartão do SUS

O PAPEL DO CEREST

            “Os Centros de Referência em Saúde do Trabalhador devem produzir     serviços técnicos assistenciais, sem jamais substituir a rede de serviços       dos SUS. Não são pontos de entrada no Sistema, são retaguardas         técnicas e difusoras de ações e de idéias de vigilância em saúde de         caráter sanitário e de base epidemiológica.”                                                                                                                                 (Anexo II Portaria GM 1.679)