LOGOCEREST

slogan
DestaquesCompartilhe:
Matéria publicada em 27/06/2012.

Trabalho Infantil é destaque em reunião do Cerest em Santa Rosa

 

Em sequencia às ações de combate ao trabalho infantil, o Centro de Regional de Referência em Saúde do Trabalhador da Macrorregião Missioneira realizou uma reunião em Santa Rosa para debater soluções. Profissionais do serviço social, educação, Conselho Tutelar e os responsáveis pela saúde do trabalhador dos municípios pertencentes da 14ª Coordenadoria Regional de Saúde debateram ações para a região. 
Durante todo o mês de junho, o Cerest Missões intensificou as atividades com foco no combate ao trabalho infantil. Entre os assuntos abordados em Santa Rosa, foi realizada uma reflexão sobre a incidência de trabalho infantil no Brasil e no Estado do Rio Grande do Sul, aspectos socioeconômicos e culturais envolvidos e ainda as repercussões do trabalho precoce para a saúde física e emocional das crianças e adolescentes.
Os profissionais presentes relataram a realidade de seus municípios, os trabalhos que vem sendo realizados e as principais dificuldades encontradas na proteção dos direitos da criança e do adolescente. Segundo a Psicóloga do Cerest, Patrícia Felden Torma, entre os principais problemas relatados estão as dificuldades de identificação do que é trabalho infantil, a falta de comunicação entre os diversos setores envolvidos e as questões culturais. 
 Participaram do evento entre profissionais do serviço social, educação, Conselho Tutelar e os responsáveis pela saúde do trabalhador dos municípios pertencentes da 17ª CRS. A reunião foi coordenada pelos profissionais do Cerest, a fisioterapeuta Luciane Antes, a enfermeira Elizabete Trevisan, o assistente social Roberto Hoefling e a psicóloga Patrícia.

Em sequencia às ações de combate ao trabalho infantil, o Centro de Regional de Referência em Saúde do Trabalhador da Macrorregião Missioneira realizou uma reunião em Santa Rosa para debater soluções. Profissionais do serviço social, educação, Conselho Tutelar e os responsáveis pela saúde do trabalhador dos municípios pertencentes da 14ª Coordenadoria Regional de Saúde debateram ações para a região. 

Durante todo o mês de junho, o Cerest Missões intensificou as atividades com foco no combate ao trabalho infantil. Entre os assuntos abordados em Santa Rosa, foi realizada uma reflexão sobre a incidência de trabalho infantil no Brasil e no Estado do Rio Grande do Sul, aspectos socioeconômicos e culturais envolvidos e ainda as repercussões do trabalho precoce para a saúde física e emocional das crianças e adolescentes.

Os profissionais presentes relataram a realidade de seus municípios, os trabalhos que vem sendo realizados e as principais dificuldades encontradas na proteção dos direitos da criança e do adolescente. Segundo a Psicóloga do Cerest, Patrícia Felden Torma, entre os principais problemas relatados estão as dificuldades de identificação do que é trabalho infantil, a falta de comunicação entre os diversos setores envolvidos e as questões culturais. 

 Participaram do evento entre profissionais do serviço social, educação, Conselho Tutelar e os responsáveis pela saúde do trabalhador dos municípios pertencentes da 17ª CRS. A reunião foi coordenada pelos profissionais do Cerest, a fisioterapeuta Luciane Antes, a enfermeira Elizabete Trevisan, o assistente social Roberto Hoefling e a psicóloga Patrícia.